15 de jan de 2014

Como as estrelas


Como as estrelas

Era ela então como as estrelas,
Pareciam estar juntas umas das outras, 
mas eram tão distantes quanto pareciam

Sua mente estava começando a adquirir a solidão
Estava começando a vê-la como parte de si
Estaria ela enlouquecendo?

Mesmo se estivesse não havia a quem pedir ajuda
Não existia alguém que a resgataria
Nem se berrasse, não existiria tal pessoa

As estrelas devem ser muito solitárias,
Esse pensamento a acompanhava
Devem ser solitárias e tristes,
Fechava os olhos com tal pensamento
E por fim sempre concluía que era exatamente como elas

Mas após a conclusão de seu pensamento, ela sorria e dizia a si mesma:
- Por que estou eu triste? Se sou como as estrelas, nunca desistirei até que meu brilho se esvaia.



Nenhum comentário:

Postar um comentário