28 de jan de 2012

Amor de irmãs...

Não é sangue do meu sangue,
Nem filha daqueles que chamo de pai e mãe.
É a considerasão que mais nos uni
Mas não importa se existe amor em nosssa relação.

É aquela amizade manipulada pelo amor,
A distancia em momento algum ira nos separar
Pois nos sabemos que é a amizade que nos guia
Cada momento que passamos juntas é que vale.

Histotria para contar sempre teremos,
Chatas ou legais, isso você irá julgar
Mas depende se nos vamos no importar,
A amizade é mais forte do que qualquer critica.

Uma amizade construida com pedregulhos,
Demonstrada para os invejosos como palha.
Não importa realmente o que vão falar,
Pois vai entrar no meu, no dela e vai pro lixo,
E depois, usaremos de piada.

Logo se esta aqui para criticar, pode fechar
Pois queremos visitas, mas as verdadeira
Elogios sempre são bem vindos, as criticas também,
Mas não vem falar mal, que nos partimos pra pior.

Resumindo, a amizade aqui é forte,
As pedras que os outros atacarem vão só servir para a construção de nosso refugio.
Patyzinha aqui não tem vez, então tira o cavalo da chuva
Pois minha bigadeinho tem seus guardiões...

Paulinha, como posso dizer o que sinto por você, toda a consideração que tenho por você, realmente é muito grande que não dá para simplesmente falar ou escrever, minha devoção por você é maior do que minha devoção por doce, Coca-Cola, o bolo de cenoura da minha madrinha, é bem maior que isso, pois tudo isso são coisas materias, coisas que não tem um significado sentimental, mas o que eu sinto por você não é material, não dá para pegar nem se ver, mas te garanto que esta aqui, é um sentimento lindo... É o sentimento que enche meu dia de luz, é o amor de amiga.
Queria te dizer que homenagem alguma é suficiente para demostrar o quanto quero estar ao seu lado, para te confortar nos momentos dolorosos, para te fazer gargalhar nos momentos de raiva, para secar suas lagrímas ou até mesmo para evitar que elas caiam, para dar um conselho ou um palpite quando você precisar, e talvez até para não fazer nada, só estar ali com você te ouvindo e te apoiando.
Para isso que servem os amigos, para se sacrificar por você quando você precisar, para tocar com simples palavras o fundo do seu coração, sei que para os outros podem ser só palavras, mas nos sabemos que não é apenas isso...
Minha Bigadeinho eu te amo muito, obrigada por todos os risos, por todas a brincadeiras, por todos os sovetinhos e por todos os brigadeiros que me pediu, sempre que pecisar é só gritar, pois mesmo que peça para eu ir embora, eu estarei lhe observando de longe, para que quando você cair eu posso sair correndo para te levantar...

Homenagem de Gabrielle Colturato
Para P. Gonçalves B.

Nenhum comentário:

Postar um comentário