16 de set de 2011

Amigas de verdade

Isto é dedicado a uma amiga que amo muito.

"Amigas de verdade


Chego na escola
Ela corre para me abraçar
Conversamos
E eu noto...


Sei que ela 
Não teve a melhor vida do mundo
Tenta disfarçar as lagrimas 
Com um sorriso


Sei que ela sofreu 
Sei que já chorou muito
E não sei o que fazer para ajuda-la
Mas amanha seguiu normalmente


No intervalo 
Ela vem correndo
Não conseguiu aguentar
E quando sei o motivo 
Vejo que ela já estava cheia


O resto da turma 
Começa a fazer perguntas
Ela em meu abraço
Fica calada
Não aguentei 
E gritei pra quem quisesse ouvir
Gritei
Para não fazerem mais perguntas
' Não estão vendo o estado dela?'


Eles pararam e eu a abracei mais forte
Sempre dizendo
'Calma...'
Ela virou o rosto para mim 
E secou suas lagrimas


E finalmente perguntei algo.
A consolei e fomos para o banheiro
Voltamos para a sala
E a vida simplesmente seguiu


Com isso aprendi
Que quando alguém esta precisando de consolo
Não derrame uma cachoeira de perguntas
Nem que seja um laguinho


Espere
Console
E quando ela estiver melhor
Faça as perguntas aos poucos
Para não faze-la voltar a chorar

Minha amiga 
E eu nos conhecemos na ida pra escola
Eu achando que a aquela conversa iria durar aquela manhã...
Como eu estava enganada"

Quer um conselho?
De valor a uma conversa.
Nem que seja poucas palavras
Por que isso pode se tornar algo maior e muito melhor do que as coisas que você tem agora.
Hoje, ela é minha melhor amiga, tenho também outras, mas ela é como uma irmã mais nova e frágil.
Minha amiga adoro você.
Prefiro não citar nomes, mas sei que em algum lugar uma pessoa que ler isto vai sentir no coração.

Por: Paula G. de Brito 

Nenhum comentário:

Postar um comentário